30 de setembro de 2016

Fezesman - Eleições

Clique na tirinha para aumentá-la

28 de setembro de 2016

A rocha que não passa - Afonso J. Santos


As histórias que ficam

Afonso J. Santos é poeta, membro da Academia Guaçuana de Letras, da Casa do Escritor e da UBT (União Brasileira de Trovadores) e foi premiado algumas vezes pela Biblioteca Municipal de Mogi Guaçu. Seu primeiro livro individual "A roca que não passa" acabou de ser publicado pela Editora APMC. 

Trata-se de um pequeno apanhado de poemas e crônicas do autor que permeiam temas importantes como o rio Mojiguaçu, o meio ambiente, o leitor, a vida e o passado. O autor, que também é trovador, deixa registrado sua arte dinâmica, simples, direta e sensível. Poucos são aqueles capazes de dizer muito com poucas palavras. A arte do livro também merece destaque, já que representa com propriedade o tema central da obra (as coisas que ficam) e também a nossa cidade. Tudo foi concebido pelo renomado artista Rômulo Coutinho. 

Uma leitura prazerosa e rápida, capaz de emocionar e propiciar reflexão. Tempos que se foram, valores que mudaram, pessoas que deixam saudade. O material usado no livro, embora simples, não deixa a desejar. Talvez as letras sejam pequenas para olhos cansados. A editora APMC entregou um bom livro, mas não pude identificar imagens ou opção de venda no site, nem em outros lugares. Talvez seja a opção do próprio autor, não sei. 

Afonso é um poeta não só com as palavras, mas em atitudes. Um homem sutil, discreto, mas atento à beleza da vida é o que percebemos ao estar nas páginas de "A Rocha que não passa". Uma ótima leitura. 

Fica a pequena resenha e a dica. 
Abraço.           

26 de setembro de 2016

Lançamento de "Por que, Pai?"


No sábado, dia 24 de setembro de 2016 às 10h no Centro Cultural de Mogi Guaçu, ocorreu o lançamento do meu livro "Por que, Pai?". Foi uma manhã muito especial preenchida por pessoas incríveis. Escritores, familiares, professores e amigos. Foi maravilhoso! 

Eu já agradeci cada um dos presentes, mas não custa agradecer novamente. Este apoio que recebi é muito importante para dar ânimo e seguir escrevendo. Compartilho algumas imagens que o amigo Igor Cairo registrou:
Discursando
Os presentes
Com o poeta Nunes Guerreiro
Com o Acadêmico Augusto Legaspe
Com a escritora Fátima Fílon
E o poeta Afonso J Santos
A Acadêmica Mayra 
Com a Yara
E os amigos Alessandro, Andreia e Yasmim
O amigo Rafael esteve presente
A escritora Rosiléia Roberto 
Meu amigo Rodrigo Machado
E o Everton com a Evelin
O poeta e Acadêmico Cícero Alvernaz
Minha prima Flaviana e seus filhos Otto e Amon
Tia Gaetana e prima Carol
Minha mãe
e meu pai
Com a escritora Isa Oliveira
E seu esposo Luís Henrique
Meu irmão Giovanni, Pêmela, Nicole e a Bia
O amigo e Acadêmico Luís Braga
Com a família Fressatto (tios e primos).
Tia Nenê e tira Rita
O amigo Nicola Delatesta
Tia Maria Lázara
Com a Sílvia, amiga da família
E o meu primo Flaviano
Minha professora do Mato Seco, Isabel!  
Os primos Sandra e Sebastião
O amigo Igor Cairo
Vô João Moreira
Com o comunicador e escritor Athayde Martins
Minha esposa e filha 

É pertinente mencionar que a Regina, assim como a Dona Maria Ignez e o senhor João Francisco compareceram. Mais pessoas estiveram no local e lamento não me lembrar do nome de todos. Fica o registro. 

Abraço! 
   

21 de setembro de 2016

Matéria no Jornal Tribuna do Guaçu

A jornalista Luciane Bueno fez matéria comigo, sobre o livro "Por que, Pai? para o Jornal Tribuna do Guaçu. Vejam:

Clique na matéria para aumentá-la
Gostaria de agradecer ao jornal e à jornalista pela oportunidade de falar um pouquinho sobre o livro. Lembrando que o lançamento será sábado próximo, dia 24/09/2016, às 10h no Centro Cultural de Mogi Guaçu/SP. Esteja lá para me dar um abraço. 

Até breve!

14 de setembro de 2016

Escolha quase impossível

Julieta é personagem do livro Por que, Pai? 
"Livro vê amor e frustrações de ser pai via escolha quase impossível" foram estas as palavras do site Kultme quando falou do livro Por que, Pai? Na verdade, este foi o título da postagem do site sobre a obra, veja só:


O portal também associou o livro como presente ideal para o Dia dos Pais, não é o máximo? 

Lembrando que você também pode ler esta história, comprando o livro no site da editora:


Para conferir as primeiras páginas do livro gratuitamente e ver se vale a pena comprá-lo, clique aqui

Você também acha quase impossível amar mais um filho do que outro?  Conte aqui nos comentário o que pensa sobre isso e deixe sua opinião sobre o meu desenho que abre esta postagem.

Abraço! 

5 de setembro de 2016

Fezesman - Fezes de ouro

Clique na tirinha para aumentá-la